O que é muro de arrimo?

Muro de arrimo é uma estrutura de contenção, formado por uma parede vertical sobre fundação. Sua maior função é a de segurança, onde para terrenos em declive e ou com inclinação que receberão cortes para se tornarem planos servirá de contenção para terra e água. Ou seja, serve para segurar a terra da parte mais alta e evitar problemas como deslizes.

Ele pode ser utilizado para delimitar divisas de terrenos também, como um muro comum. Veja mais em nosso post!

O muro de arrimo, como lidará com todo o peso da terra que segurará e água que estiver infiltrada na terra, deverá ser dimensionado e projetado por um profissional qualificado. Este analisará qual melhor tipo de muro e qual o melhor material para garantir a segurança da contenção.

Imagem muro de arrimo de divisa, de contenção de talude baixo e etc.

Tipos e materiais

Os muros de arrimo podem ser por gravidade ou por flexão, vamos explicar um pouco mais sobre ele e de quais materiais que são feitos:

-Muro de arrimo por gravidade: são estruturas corridas com base mais larga que o topo, se assemelham a um triângulo retângulo. O formato auxilia a conter os esforços horizontais que a terra e água fazem sobre o muro. Muito utilizados para conter desníveis e cortes pequenos e médios, mas inferiores a 5 m de altura. Podem ser construídos de pedras, concreto (simples ou armado), gabiões (gaiolas metálicas preenchidas de pedras) e até de pneus usados.

-Muro de arrimo por flexão:  são estruturas em forma de L. Construídos normalmente de concreto armado. Podem ser construídos com alturas maiores de 5 m, mas não são baratos e dependendo dos esforços e altura precisam se estruturas adicionais como contrafortes.

Muros de alvenaria de pedra: são os muros de arrimo feitos com pedras assentadas com argamassa. São recomendados para muros de até 3 m de altura e necessitam de dispositivos de drenagem para que a água das chuvas possa escoar sem causar maiores pressões no muro. Possui um bom custo-benefício se no local for fácil a obtenção e pedras.

Muros de concreto armado: é um muro feito totalmente de concreto armado, desde a fundação até as suas “paredes”. Precisa ser cuidadosamente montado, tendo as caixarias muito bem-feitas e fixas para posterior preenchimento com concreto. É um muro caro e de processo demorado, porém oferece alta estabilidade.

Muro de Gabião: aqueles construídos com gaiolas preenchidas de pedras. As gaiolas são constituídas de fios de aço formando uma malha hexagonal, altamente resistente. Possuem normalmente 2 m de largura, por 2m de comprimento e 1 m de altura. São permeáveis o que facilita sua utilização e construção, pois os sistemas de drenagem não são requeridos.

Muros de alvenaria: feito com blocos estruturais assentados com argamassas sobre fundação de concreto armado. Utilizados para alturas pequenas devido ao seu pequeno poder de sustentação. Requer sistema de drenagem para a água das chuvas não causar pressões excessivas devido ao acúmulo.

Muros de pneus usados:  feitos com pneus usados amarrados entre si e preenchidos com solo compactado. Sua maior vantagem é o reuso de pneus, preço de construção, resistência e de ser permeável não necessitando de sistema de drenagem. Podem ser usados para muros de até 5 metros de altura, porém deve-se ter o cuidado que esses muros não devem ser feitos em obras de construção residencial, pois podem sofrem deformações que prejudicariam as fundações.

A seguir falaremos um pouco mais sobre a construção de muro de arrimo de concreto armado, vaja quais os principais pontos que devem ser considerados.

Como é feito?

Planejamento e preparação

Em primeiro lugar vamos destacar que o projeto e o planejamento de um muro de arrimo deve ser realizado por profissionais qualificados, pois suportam cargas muito grandes de terra e água podendo facilmente ser tombados e oferecer riscos.

Em segundo, após a realização do projeto é feito o corte no terreno da encosta ou do platô que foi realizado. Ambos os cortes devem ser muito bem planejados e executados para que não ocorra deslizes de terra durante a execução do muro. Verifique a empresa que realizará os cortes, a sua reputação, funcionários e maquinários.

Fundação

Em seguida começa a fase de escavação da fundação do muro. Em muito casos a fundação utilizada para muros de arrimo é a mesma para muros comuns, a sapata corrida. Veja os principais pontos de atenção da construção da fundação em nosso post sobre sapata corrida.

Em alguns casos antes das sapatas corridas são feitas brocas para trabalhar em conjunto com a sapata e assim melhorar a distribuição das cargas do muro de arrimo. Os principais pontos de verificação da construção da fundação estaca você poderá ver aqui.

Armações paredes

Com a fundação concretada inicia-se a disposição das armações de aço para a parede de concreto armado do muro. Observe se as armações estão de acordo com o projeto e se estão sendo dispostas como o engenheiro planejou.

Como a parede será de concreto armado, para realizar a concretagem é necessária fazer as caixarias das paredes. Confirme que a caixaria esta sendo montada de acordo com o projeto, que está bem fixa e alinhada, como também se não possui vãos para vazamento do concreto.

Os sistemas de drenagem são dispostos nessa etapa também. Muito comum utilizarem tubos de pvc dispostos ao longo da parede para eliminação da água contida da terra.

Concretagem das paredes

 A concretagem das paredes deve ser feita com muito cuidado para que o concreto possa preencher de forma adequada todo o volume da caixaria. Confirme que o concreto foi feito na obra ou comprado no traço correto, que está pastoso e homogêneo para a aplicação. Verifique mais sobre o concreto em nosso post sobre concreto armado.

Compartilhar:

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *