O que são materiais elétricos?

Os materiais elétricos são os fios, cabos, eletrodutos, disjuntores, tomadas, interruptores, lâmpadas e entre outras peças que permitem a transmissão da energia elétrica da rua para dentro da sua casa de forma segura.

Em outras palavras, os materiais elétricos são as peças que compõem os circuitos de distribuição de energia elétrica do imóvel.

O que são materiais elétricos

Sem eles não seria possível ligar a televisão, acender as lâmpadas, usar o ar condicionado, ter banho quente e geladeira para conservar os alimentos.

Usar bons materiais elétricos junto com um bom projeto e eletricista proporcionam funcionalidade, economia e segurança ao imóvel.




Quais os tipos de materiais elétricos?

Poste padrão

O poste padrão é o primeiro material elétrico que ser adquirido. O modelo mais comum é feito de concreto e por empresas homologadas pelas concessionárias de energia. Existem versões mais econômicas feitas com aço galvanizado.

Eles são comprados prontos e já vem com a caixa para a instalação do quadro medidor. Atenção, os postes se diferenciam entre monofásico, bifásico ou trifásico, por isso, confira qual é o sistema elétrico antes de comprar.

Existem também modelos com mais de um quadro medidor, por isso, converse com o seu vizinho para dividir o poste e economizar.

Poste padrão

Quadro medidor

O quadro medidor, popularmente chamado de relógio de luz ou relógio de marcação, é o dispositivo eletrônico responsável por mensurar o consumo de energia elétrica.

Ele mede a quantidade de eletricidade consumido pelo imóvel em kWh e é comercializado e instalado por empresas homologadas pelas concessionárias de energia.

Quadro medidor

Quadro de distribuição

Já o quadro de distribuição é uma caixa feita de metal ou plástico instalada dentro do imóvel.

Nela são colocados os barramentos, disjuntores, dispositivos e fusíveis responsáveis pela distribuição da energia elétrica da rua para os circuitos elétricos dos quartos, salas, cozinhas, banheiros, etc.

Existem diversos modelos e tamanhos disponíveis no mercado. Você encontra quadros de distribuição de 4 até 48 disjuntores nas cores branca, opaca ou transparente.

Os modelos também se diferenciam entre quadro de embutir na parede e quadros de sobrepor na parede.

Quadro de distribuição

Disjuntores

Os disjuntores são dispositivos de proteção contra curto circuito ou sobrecarga. Eles interrompem a passagem da energia elétrica sempre que surge no circuito condições anormais de trabalho.

Ao interromper a energia, os disjuntores evitam que os condutores elétricos (fios e cabos) fiquem superaquecidos, evitando assim incêndios e outros tipos de danos.

Os modelos disponíveis nas lojas se diferenciam conforme o sistema elétrico (unipolar, bipolar e tripolar), voltagem (110 ou 220 volts) e capacidade de corrente de 6 até 100 ampères.

Disjuntores DIN

Os disjuntores DIN são brancos, mais modernos, mais rápidos e menores que os tradicionais disjuntores NEMA.

Eles são chamados de disjuntores termomagnéticos e realizam a proteção contra curto circuito e sobrecarga com dois elementos independentes, a bobina e bimetal.

Disjuntores DIN

Disjuntores NEMA

Os disjuntores NEMA são os tradicionais disjuntores pretos. Eles oferecem proteção somente aos condutores elétricos através do bimetal.

Eles são mais lentos e maiores, por isso estão perdendo espaço no mercado para os disjuntores DIN.

Disjuntores NEMA

Dispositivo DR

Os dispositivos DR são o que há de mais moderno e eficaz para proteção contra a corrente de fuga, o famoso choque elétrico.

Além do choque ser perigoso e poder até matar, a corrente de fuga pode causar explosão e incêndios. Por isso, a NBR 5410 obriga a instalação dos dispositivos de proteção DR em banheiras, chuveiros, circuitos de tomadas de uso geral e em área com muita umidade ou água.

O dispositivo DR é instalado em serie com o disjuntor DIN, ou seja, os cabos saem do disjuntor DIN para o dispositivo DR, e depois saem do dispositivo DR para os circuitos elétricos.

Eles geralmente são brancos e variam conforme a capacidade de proteção (30mA para vidas, 300mA para aterramento e 1000mA para incêndios), voltagem (bipolar ou tretapolar) e corrente elétrica (25, 40 ou 63A).

Dispositivo DR

Fusíveis

Os fusíveis são dispositivos que possuem a mesma função que os disjuntores, porém após uma sobrecarga eles queimam e devem ser substituídos.

No mercado existem vários modelos de fusíveis, os mais comuns têm o corpo de material isolante feito de porcelana, vidro ou fibra prensada.

Eles também variam conforme a intensidade da corrente (de 0,5 até 25A) e tensão máxima (de 250 até 600V).

Fusíveis

Fios e cabos

Os condutores elétricos, mas conhecidos como fios e cabos, são responsáveis por conduzir a energia elétrica dentro da construção.

Eles transportam a eletricidade do poste padrão para o quadro de distribuição. E depois, transportam do quadro de distribuição para os pontos de usos (interruptores e tomadas).

Quando o condutor elétrico é constituído por somente um fio de cobre, ele é denominado fio rígido. Quando ele tem vários fios, ele é chamado de cabo.

Os cabos são mais flexíveis e resistentes as dobras do que os fios, por isso, a utilização do fio rígido está caindo em desuso.

Além da quantidade de fios, os condutores elétricos se diferenciam entre:

  • Número de condutores: simples ou múltiplos
  • Diâmetro ou secção: 1,5mm, 2,5mm, 4mm, 6mm, 10mm, entre outros
  • Tensão máxima: 250V, 300V, 500V, 750V, entre outros
  • Cor da camada isolante: preto, azul, vermelho, verde, entre outros
  • Resistência mecânica: rígido ou flexível

A capacidade de condução da corrente elétrica dos fios e cabos está diretamente relacionada ao tamanho da secção (diâmetro do condutor). Quanto maior a secção, maior a capacidade de condução da corrente elétrica.

Fios e cabos

Eletrodutos

Os eletrodutos são os tubos de plástico ou metal, rígidos ou flexíveis, responsáveis pela proteção dos condutores elétricos contra choques mecânicos, substâncias químicas, umidade, entre outros tipos de danos.

Eletrodutos flexível de PVC (conduite)

Os eletrodutos flexíveis de PVC, os famosos conduites, são os eletrodutos mais utilizados nas obras residenciais e comerciais devido a sua facilidade de instalação e baixo custo.

Eles ficam embutidos na alvenaria com o recobrimento de argamassa. Você encontra conduites nas cores amarelo para alvenaria e laranja para laje. Os diâmetros (bitolas) variam de 16 até 32mm.

Eletrodutos flexível de PVC (conduite)

Eletrodutos rígido de PVC

Os eletrodutos rígidos de PVC são muito parecidos com os tubos de PVC utilizados na instalação hidráulica. Eles geralmente são pretos e tem as pontas roscáveis.

Os diâmetros variam de ½” até 4” e você encontra vários tipos de conexões. Eles são muitos resistentes e tem alta durabilidade.

Eletrodutos rígido de PVC

Condulete

Os conduletes são eletrodutos rígidos utilizados em redes expostas. Normalmente os tubos são cinzas e os diâmetros variam de ½” até 1”.

As conexões e mudanças de direções são feitas com curvas e caixas que permitem a instalação de interruptores. Esta facilidade torna o condulete uma ótima opção para quem não quer quebradeira.

Condulete

Caixas de luz

As caixas de luz ficam embutidas na alvenaria e servem de suporte para a instalação das tomadas, interruptores e peças de iluminação.

Geralmente elas são feitas de plástico nas cores cinza, laranja e amarelo. Apesar da grande variedade de marcas, os modelos de caixas de luz se diferenciam em 4 formatos:

  • Caixa de luz retangular 4”x2”: esta caixa é utilizada para interruptores ou tomadas simples.
  • Caixa de luz quadrada 4”x4”: já esta é usada em interruptores ou tomadas duplas
  • Caixa de luz redonda 3”x3”: este modelo é utilizado no teto para a instalação de peças de iluminação
  • Caixa de luz octogonal 4”x4”: este tipo também é utilizado no teto e tem o diferencial o fundo ser fixo ou móvel

Caixas de luz

Caixas de passagem

As caixas de passagem são feitas de plástico ou metal e são utilizadas para a passagem, organização e distribuição dos cabos e fios elétricos.

Uma vez instaladas, as caixas de passagem permitem que as manutenções do sistema elétrico ocorram de forma rápida e sem quebradeira.

Os modelos de caixas de passagem disponíveis nas lojas variam entre PVC e metal, de embutir ou sobrepor. Geralmente as caixas são quadradas e o tamanho varia de 20x20cm até 200x200cm.

Caixas de passagem

Tomadas

As tomadas são os dispositivos que permitem a ligação dos equipamentos elétricos. Elas são permanentemente energizadas, por isso em casa onde há crianças pequena recomenda-se usar protetores.

No Brasil as tomadas variam conforme a tensão (110V ou 220V) e capacidade de corrente. Existem diversos modelos e fabricantes e geralmente elas são vendidas juntos com a placa de proteção chamada espelho.

Tomada TUG

Destinada a equipamentos elétricos gerais como televisão, computadores, lustres, celulares, geladeira e entre outros. As tomadas TUG, ou Tomadas de Uso Geral, suportam de 10 a 20 ampères de corrente.

Tomada TUE

Já a tomada TUE, ou Tomadas de Uso Específico, são utilizadas para equipamentos que necessitam de uma corrente maior que 10A, como chuveiros, ar-condicionado, micro-ondas e entre outros.

Tomada TUE

Interruptores

Os interruptores são os equipamentos que permitem abrir, fechar ou comutar um circuito elétrico. Ou melhor, são os dispositivos que permitem ligar ou apagar as luzes.

O corpo do interruptor geralmente é feito de baquelite, porcelana ou plástico e assim como as tomadas, existe uma infinidade de modelos e fabricantes. Porém eles se diferenciam em 4 tipos:

Interruptor simples

O interruptor simples é utilizado para comandar uma única lâmpada. Ele pode ser usado em todos os ambientes como banheiros, cozinhas e lavanderias.

Interruptor simples

Interruptor paralelo

Já os interruptores paralelos permitem o comando de uma ou mais lâmpadas em dois pontos diferentes. Eles permitem que ligue ou desligue a luz da sala através do interruptor perto da entrada ou cozinha por exemplo.

Interruptor paralelo

Interruptor intermediário

Os interruptores intermediários são utilizados quando é preciso comandar uma lâmpada a partir de vários pontos diferentes, como é o caso de corredores longos com várias portas.

Eles se diferenciam dos interruptores simples ou paralelos por ter teclas duplas.

Interruptor intermediário

Interruptor dimmer

O interruptor dimmer é ligado da mesma forma que o interruptor simples, porém ele é capaz de controlar a luminosidade das lâmpadas.

Interruptor dimmer

Lâmpadas

As lâmpadas são os dispositivos responsáveis por transformar a energia elétrica em luz. Elas são fabricadas com diversos tipos de materiais e se diferenciam por:

  • Tensão nominal: 110V ou 220V
  • Potência nominal: de 6 a 65 watts
  • Tamanha da base: de E-10 até E-40
  • Temperatura Kelvin: de 2700K até 6500K
  • Índice de reprodução de cor (IRC): de 0 a 100

Quanto mais alta a temperatura Kelvin, mais clara e fria é a luz da lâmpada. Por outro lado, quanto mais baixa a temperatura mais amarelada e quente é a luz.

Esta característica é importante por que a luz amarelada é mais aconchegante e indicada para salas e quartos. Já a luz branca é estimulante e indicada para locais de trabalho como escritórios, cozinha e salas de estudo.

Já o índice de reprodução de cor (IRC) indica o quanto a lâmpada é capaz de reproduzir a cor “natural” do ambiente. Quanto mais perto de 100 mais a lâmpada preserva e reproduz as cores originais. É recomendável utilizar lâmpadas com no mínimo 80 de IRC para ambientes de trabalho e estudo.

Lâmpadas incandescentes

As lâmpadas incandescentes são antigas e não são mais fabricadas. Elas são caracterizadas por ter um filamento aquece até 2700ºC com a passagem da corrente elétrica. Ela foi substituída pelos outros tipos de lâmpadas devido a sua ineficiência (gera mais calor do que luz) e baixa durabilidade.

Lâmpadas incandescentes

Lâmpadas fluorescentes

As lâmpadas fluorescentes são mais eficientes e econômicas do que as lâmpadas incandescentes. Elas podem ser utilizadas em todos ambientes e você encontra modelos em formato tubular ou compacto.

Lâmpadas fluorescentes

Lâmpadas de LED

As lâmpadas de LED são as mais econômicas, duradouras e que estão em alta no mercado. Elas emitem mais luz do que consomem de energia. Seu custo é mais elevado, porém sua economia e duração valem o investimento inicial. Você encontrada estas lâmpadas em diversas cores e formatos.

Lâmpadas de LED

Lâmpadas halógenas

As lâmpadas halógenas também são consideradas incandescentes, porém elas têm uma eficiência maior. Elas são utilizadas para dar destaques a objetos ou uma determinada área. Elas são muito utilizadas sobre bancadas de estudo e em jardins.

Lâmpadas halógenas

Soquete

O soquete é o dispositivo responsável pela fixação e conexão entre a lâmpada e os condutores. Eles são fabricados em porcelana ou baquelite e se diferencia pelo tamanho da rosca que varia de E-10 até E-40.

Soquete

Luminárias

As luminárias são as peças responsáveis pela difusão da luminosidade das lâmpadas para o ambiente. Existem muitos modelos com funções e estilos variados, sendo os principais:

Luminárias de teto

As luminárias de teto são muitos comuns em residências. São simples, normalmente brancas ou preta, fácies de instalar e podem ser de embutir ou de sobrepor, tanto na laje ou forros.

As luminárias de embutir são mais discretas e minimalistas do que as de sobrepor, sendo muito comum a utilização dos painéis de LED. No entanto as de sobrepor possuem instalação mais fácil e prática, sendo as lâmpadas mais comuns as tubulares fluorescentes.

Ambos os tipos podem ser redondos, quadrados ou retangulares. Muito utilizados em salas, cozinhas, quartos e ambientes comerciais.

Luminárias de teto

Plafons

Os plafons, são luminárias de teto de sobrepor, porém com mais detalhes e características decorativas.

Podem ter acabamentos em madeira, metais ou vidro, formatos diferentes das luminárias comuns, serem mais sofisticados ou infantis, entre outros efeitos decorativos. Sendo utilizados em salas, cozinhas e quartos residenciais.

Plafons

Spots

Os spots são suportes de lâmpadas direcionais, ou seja, você consegue direcionar o feixe de luz. Podem ser de lâmpadas halógenas, fluorescentes compactas ou LED. Em muitos casos os modelos com lâmpadas LED já vêm prontos e completos de fábrica, sendo mais duráveis do que os demais tipos.

Como as luminárias, os spots podem ser de embutir ou de sobrepor. Sendo os modelos de sobrepor mais discretos e muitos utilizados em escritórios, cozinhas, estantes, escadas e nos jardins para criar destaques. Os modelos de sobrepor, são comuns em salas e quartos e possuem a instalação e manutenção facilitada.

Spots

Lustres

Já os lustres são majestosos e caros, normalmente feitos com materiais caros e até raros. Possuem muitas ramificações que saem de um ponto principal, suporte, e no final de cada ramificação ou braço encontra-se uma lâmpada.

Muito utilizados em halls de entrada, salas de jantar e ambientes comerciais como salões de festas e restaurantes sofisticados.

Lustres

Pendentes

São parecidos com os lustres, os pendentes também são muito decorativos, porém mais simples. Podem ser de 1 lâmpadas só ou de várias, sendo que cada braço/fio possui 1 lâmpada e diferente do lustre, cada ramificação se conecta sozinha a parte principal do suporte.

Podem ser de diversos materiais e conter diferentes acabamentos. Muito utilizados em bancadas de cozinhas americanas, salas de jantar e estar.

Pendentes

Abajures

No caso dos abajures os suportes são de superfície. Geralmente eles possuem local para fixar uma ou duas lâmpadas e possuem cúpulas para amenizar a luz.

As lâmpadas são voltadas para o teto e as cúpulas amenizam a iluminação, criando ambientes intimistas.

Podem ser apoiados no chão, escrivaninhas e mesas de trabalho e criados mudos.

Abajures

Arandelas

Já as arandelas são luminárias fixas nas paredes. Muitas vezes encontradas em corredores, hall de entradas e salas de estar. São muito decorativas, variando de materiais, tipos de acabamentos, efeitos e cores.

Criam ambientes intimistas e uma iluminação suave, já que seu suporte da lâmpada é virado para a parede, criando uma iluminação difusa.

Arandelas

Como usa os materiais elétricos na obra?

Os materiais elétricos são utilizados para montagem de todos os circuitos elétricos do imóvel.

Eles são responsáveis pela condução segura da energia elétrica provinda da rua para os pontos de uso dentro da construção como tomadas, lâmpadas, chuveiros e entre outros.



Como comprar materiais elétricos?

Os fios, cabos e eletrodutos são vendidos em rolos de 15 até 100 m ou por metro para reformas pequenas. Os outros materiais são vendidos por peça.

Nas embalagens dos produtos é importante verificar se há informações como razão social, CNPJ, endereço e telefone do fabricante, além das medidas e especificações como tensão e corrente elétrica.

Como comprar materiais elétricos

Procure comprar os materiais elétricos de fabricantes que possuem certificação de conformidade do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).

O selo do INMETRO garante que as peças foram feitas obedecendo às normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) para instalações elétricas de baixa tensão.

Os materiais utilizados para condução de energia devem ser de cobre ou liga de cobre, mas nunca conter material ferroso. Você pode testar a presença de material ferroso com um imã. Se grudar, tem ferro.

Na hora de escolher lâmpadas, verifique a voltagem, intensidade de luz, cor e a classificação quanto ao consumo de energia. Prefira produtos com classificação A para ter um menor consumo de energia.




Como armazenar os materiais elétricos?

Ao receber os produtos no canteiro de obra, verifique se os produtos são exatamente o que foi pedido.

Os materiais elétricos devem ser armazenados em locais protegidos, cobertos e afastados do chão e paredes, sendo dispostos em tablados ou prateleiras.

Como armazenar os materiais elétricos

Eles devem ser mantidos dentro de suas embalagens originais até o momento do uso.

Para facilitar e agilizar na hora da instalação elétrica, recomenda-se separar os materiais elétricos por tipo de material e voltagens.

Alguns materiais, como as lâmpadas, espelhos de tomadas e interruptores são frágeis e devem ser entregues na obra sempre próximo da instalação.



Quais as marcas e fabricantes de materiais elétricos?

Os fabricantes de materiais elétricos são diversos no mercado, atualmente os principais são:

Megatron

A Megatron foi fundada em 1998 e incialmente produzia somente cabos para antenas.

Hoje a empresa é especializada em fios e cabos e conta com equipamentos de alta tecnologia e laboratórios que atuam em todo o processo fabril para garantir qualidade e satisfação dos clientes.

Tuboline

A Tuboline foi fundada em 1991 e atua no mercado com a fabricação de produtos para instalações elétricas de baixa, médias e alta tensão.

Os seus produtos seguem rigidamente as Normas ABNT, sendo os principais os eletrodutos e caixas de luz.

SIL Fios

A SIL fios é uma empresa nacional e fornece fios e cabos elétricos desde a 1974. A sua produção possui preocupação com qualidade e preço acessíveis ao mercado.

Todos os seus produtos são certificados quanto as normas vigentes. Ela é atualmente reconhecida como marca preferida entre revendedores.

Legrand

A Legrand é umas das marcas de referência mundial em inovações tecnológicas para conforto, segurança e comunicação. O grupo Legrand engloba as marcas Legrand, Bticino, HDL, Lorenzzeti e Daneva.

A marca Legrand é responsável pela fabricação de interruptores, tomadas, sistemas de automação residencial, interfonia, circuito fechado de televisão e sistema de alarme antifurto.

Schneider

A Schneider é uma empresa líder na transformação digital da gestão de energia e automação.

Ela produz interruptores, tomadas, disjuntores e diversos outros materiais elétricos essenciais para instalações elétricas convencionais e de automação residencial.

Alumbra

A Alumbra atua no mercado brasileiro desde 1963.

Ela fabrica materiais elétricos de iluminação, comando e proteção, como: interruptores, tomadas, disjuntores, lâmpadas e outros acessórios.

Siemens

A Siemens atua há mais de 110 anos no Brasil e é uma marca reconhecida no ramo de materiais e equipamentos elétricos.

Ela é especializada na área da construção civil e na produção de materiais para automação residencial, industrial e sistema de proteção contra incêndios.

A. Santos

A A. Santos fabrica desde 1988 produtos elétricos de qualidade e normalizados para atender as exigências do mercado brasileiro.

Ela fabrica fusíveis, plugs, tomadas, adaptadores e entre outros materiais elétricos utilizados em todos os tipos de obras.

OuroLux

A Ourolux atua no mercado a mais de 25 anos e é considerada uma marca de referência nacional.

Ela é especializada na produção de lâmpadas de LED, halógenas, incandescentes e fluorescentes.

Brilia

A Brilia é uma empresa fabricante de lâmpadas e luminárias de LED.

Ela atua há 6 anos no mercado trazendo inovações e produtos de qualidade.

Osram

A Osram pertence a um grupo líder na fabricação de produtos para iluminação e com atuação de mais de 100 anos no mercado mundial.

Ela fabrica lâmpadas e luminárias para diversos setores, como automobilísticos, residencial e industrial.

Signify

A Signify é o novo nome da empresa Philips Lighting. Ela é uma das marcas líderes na área de iluminação residencial e industrial.

Ela fornece no mercado uma vasta gama de luminárias e lâmpadas LED e fluorescentes.

Tigre

A Tigre é uma multinacional brasileira, atuando em 40 países e em todo o Brasil.

Ela é mais conhecia pela fabricação de tubos e conexões para sistemas hidráulicos, mas também tem uma linha completa de eletrodutos, caixas de passagem e quadros de luz.

Amanco

Assim como a Tigre, a Amanco também se destaca mais pela produção de materiais hidráulicos.

Porém ela também disponibiliza uma linha completa de eletrodutos, quadros de distribuição e caixas de passagem de qualidade.




Compartilhar:

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *