Na hora de iniciar sua obra, uma das mais importantes decisões a ser tomada é determinar qual o sistema de construção será utilizado: entre o concreto armado e alvenaria estrutural. Afinal, é a partir dele que serão decididos os materiais e métodos que serão usados para que a edificação se concretize.

Neste post iremos te explicar o que é cada uma dessas alternativas e as diferenças entre elas. Então, leia com atenção e confira nossas dicas!




O que é concreto armado?

O concreto armado é o modelo de construção clássico, sendo o mais utilizado no Brasil. Sua maior característica é a utilização de vigas e pilares, que funcionam como o esqueleto da edificação. Assim, as paredes têm apenas a função de separação de ambientes, que é conhecida como vedação. A sustentação do peso da construção cabe ao esqueleto.

concreto armado

Por não haver limitações no projeto, em relação ao seu tamanho, ele pode usado para qualquer tipo de construção — sendo recomendado para obras que querem a possibilidade de reformas não planejadas ou a utilização de diferentes tipos de esquadrias.



Quais as vantagens e desvantagens do concreto armado?

Uma de suas maiores vantagens é a liberdade criativa. Ao não colocar o peso da obra sobre as paredes, se retira as limitações das medidas do projeto — além da utilização de diversos tamanhos de esquadrias — e permite, sem restrições, futuras construções e reformas.

Porém, existem desvantagens a considerar. O tempo levado para a finalização de um projeto desse tipo é normalmente maior, se comparado ao de uma obra realizada nos moldes da alvenaria estrutural.

Além disso, paredes erguidas para a vedação necessitam de quebra, para que ocorra a instalação da tubulação. Isso causa prejuízo, elevando o gasto com materiais e mão de obra.




O que é alvenaria estrutural?

A alvenaria estrutural tem esse nome por, de fato, colocar a função estrutural nas paredes. Ela não tem pilares ou vigas e, portanto, cabe às paredes tanto sustentar o peso quanto vedar a construção.

É necessário ter um cuidado especial e contratar apenas profissionais especializados para esse tipo de construção. Isso porque ela apresenta maior risco de desabamento — caso não seja realizada de maneira extremamente responsável.

Durante a edificação, os blocos de concreto e cerâmica vão se encaixando e dando sustentação, então é preciso que se evite a quebra dessa estrutura. Portanto, é recomendável que as esquadrias não fujam do padrão.

alvenaria estrutural

Além disso, é imprescindível que as instalações do sistema hidráulico e elétrico sejam feitas durante o próprio assentamento. A instalação dos sistemas, assim como o encaixe das medidas das paredes com os tamanhos dos blocos, é chamada de racionalização e evita cortes nos blocos no futuro.

Ela é recomendada para projetos que não apresentam muitas fachadas de vidro ou divisões internas que não sejam paredes. É também uma boa opção para quem não deseja reformar a edificação ou tenha todas as futuras modificações já planejadas.



Quais são as vantagens e desvantagens da alvenaria estrutural?

As maiores vantagens desse tipo de construção são a economia em materiais e a velocidade de finalização da obra — que é mais rápida se compararmos com o concreto armado. Porém, é necessário avaliar também as suas desvantagens.

Esse tipo de projeto não permite reformas ou construções futuras. Além disso, exige que as esquadrias sigam um padrão, visto que nem toda construção é adequada aos blocos disponíveis — impossibilitando a sua execução. Também é exigida maior qualificação da mão de obra utilizada.

É importante frisar que a escolha entre o concreto armado e alvenaria estrutural será realizada em conjunto com profissionais capacitados, utilizando critérios e aspectos técnicos para analisar o projeto. Dessa forma, você garantirá a melhor escolha, adquirindo uma construção de qualidade.

Gostou de entender a diferença entre concreto armado e alvenaria estrutural? Se você quer saber mais sobre a passo a passo para construir a sua casa? Baixe gratuitamente o nosso Infográfico sobre as Etapas da Construção.

CTA info etapas da construção




Compartilhar:

2 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *