Na hora de escolher um terreno, alguns cuidados são fundamentais. Afinal, a aquisição de um imóvel é uma ocasião importante para qualquer pessoa. Seja casa, apartamento ou terreno, para evitar problemas futuros, é necessário ser meticuloso e estar atento a vários aspectos na escolha e compra. Por isso, pedimos para o arquiteto Guilherme Ramalho dar algumas dicas para que você possa fazer a melhor escolha.

1. Saiba o que você quer construir

A primeira dica se refere à escolha do que você quer construir. “É lógico que em um loteamento residencial você irá construir uma casa. Mas de nada adianta começar a procurar um terreno, sem saber que construção você deseja realizar. Portanto se pergunte: Como será a sua casa? Quantos metros quadrados você precisa?”.

Ou ainda: “A sua casa será térrea, ou terá dois ou mais pavimentos? Serão quantos dormitórios? Terá garagem, piscina, jardim? Enfim qual o espaço que você gostaria para o seu futuro lar?”, afirma Ramalho. “Com isto definido em mente, você conseguirá escolher o terreno adequado para o seu empreendimento”.

2. Escolha cuidadosamente a localização

Outra questão importante: a localização. O arquiteto orienta a verificação cuidadosa da região em que se encontra o terreno. “Procure saber sobre a segurança da região. Descubra se há muito barulho, se há casas noturnas ou outras edificações com uso similar”, afirma.

Saiba o que você quer construir

3. Consulte a legislação

Também é fundamental consultar a legislação municipal e verificar quais são as restrições legais do seu terreno. Geralmente são encontradas as seguintes restrições na lei: recuos frontais e laterais, taxa de ocupação, coeficiente de aproveitamento e altura total.

“Consulte, junto aos órgãos ambientais do município, se o lote se encontra próximo de uma APA (Área de Proteção Ambiental), ou mananciais, nascentes, e outros elementos que podem trazer restrições para o seu terreno”, completa Guilherme Ramalho. Se o seu terreno for em um condomínio, verifique também as regras do estatuto.

4. Evite terrenos muito estreitos

É importante estar atento à largura do terreno. “Independente do porte da edificação que você pretende construir, evite lotes muito estreitos, já que isso poderá gerar problemas na distribuição dos cômodos”, explica o arquiteto.

5. Saiba qual é a composição do solo

A composição do solo é outro aspecto importante para a sua escolha. “Há casos em que a composição pode inviabilizar a aquisição, como terrenos com galerias fluviais e piçarras. Consulte, com o engenheiro da empresa responsável pelo terreno, qual é o tipo de solo, para verificar se é arenoso ou argiloso”.

“É importante verificar se há lençol freático próximo ao seu terreno. Também evite lotes em situação de aterro, já que os custos das fundações costumam ser altos, devido à profundidade que precisam atingir”, orienta o profissional.

Aproveite a sua visita e cadastre-se no nosso Boletim Quinzenal para receber no seu e-mail as melhores dicas e informações sobre obras.

CTA Boletim Quinzenal Blog PraConstruir

6. Prefira terrenos planos

Outra questão é a topografia, um aspecto fundamental que vai impactar tanto na estética da edificação como nos custos. Será possível encontrar terrenos com diferentes topografias, como por exemplo:

Terreno plano: É a melhor situação, já que não haverá custos extras com corte e aterro do lote, nem a necessidade de muros de arrimos. Uma boa escolha para quem deseja fazer uma edificação térrea.

Terreno em aclive: Situação em que o nível médio do terreno está acima do nível da rua e, possivelmente, será necessário realizar cortes e arrimos.

Terreno em declive: Situação em que o nível médio do terreno está abaixo do nível da rua, o que pode se tornar um grande problema, já que a saída de esgoto e águas pluviais deve estar no nível da rua.

“Em todas as situações, um bom profissional conseguirá adotar uma solução para uma edificação adequada. Porém, soluções para o caso de aclive e declive serão mais onerosas”, afirma Guilherme.

7. Observe a incidência solar

Quanto à incidência solar, em termos gerais, é possível considerar o seguinte: o lado norte recebe o sol mais forte do dia e costuma ficar quente boa porção do dia. A área leste recebe raios de sol esterilizantes da manhã. No caso da porção oeste, também é quente, pois é onde incide o sol da tarde. Já o lado sul recebe a claridade do sol sem tanto calor.

8. Analise a infraestrutura

É importante também estar atento à infraestrutura do condomínio. “Procure saber quais serviços chegarão ao seu terreno. Água, rede de esgoto, luz, gás encanado, telefonia, internet, coleta de lixo, etc. Verifique ainda se o local será pavimentado corretamente”, afirma Guilherme.

Analise a infraestrutura

9. Verifique a documentação

Quanto à incorporadora ou corretora, é fundamental levantar o histórico da empresa. Verifique se são empresas idôneas e se há eventuais ocorrências graves com as mesmas.

Todo cuidado também é pouco no que se refere à documentação. “Verifique se o loteamento possui registro e exija as licenças exigidas e a aprovação do projeto final. Confira se há a aprovação nos órgãos ambientais e se a obra possui o ‘Selo de Regularidade de Aprovação’”, diz.

“Além disso, consulte a Associação das Empresas de Loteamento e Desenvolvimento Urbano (AELO) e verifique a matrícula individual do terreno”, explica o arquiteto.

10. Visite o lote

Algo que pode parecer básico, mas muitos não dão o devido valor: visite o lote antes de adquiri-lo. E leve câmera, bússola e trena. “Verifique se o que está sendo oferecido realmente é o que está lá”, completa o profissional.

Como vimos, devemos considerar são vários fatores na hora de escolher o terreno ideal. E você, está pronto para escolher o seu? Ficou com alguma dúvida? Gostaria de ler mais sobre.

Gostou das nossas 10 dicas? Quer receber dicas como essa no seu e-mail? É só se inscrever a nossa Newsletter. Agora, se você quer saber saber mais sobre as etapas da construção da sua casa? Recomendamos que você baixe gratuitamente o nosso Infográfico sobre as Etapas da Construção.

CTA info etapas da construção

Compartilhar:

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *